Relacionamentos

Quer um amor verdadeiro? (9 coisas que você precisa saber)

Quer um amor verdadeiro? (9 coisas que você precisa saber)
Author Image
Escrito por Marta Leite
Muitas pessoas querem ter relacionamentos, sem realmente ter uma ideia do que se trata ou o que está em causa. Aqui vão 9  coisas que você precisa saber sobre um amor verdadeiro.

Ser capaz de amar e ser amado por muitos anos de uma maneira boa e saudável dá trabalho. É preciso resistir a impulsos. É sobre tomar a decisão de não fazer coisas que iriam destruir seu relacionamento ou prejudicar o seu parceiro, ser egoísta quando você deve ajudar, não reconhecer ou se preocupar com as necessidades do seu parceiro, ou ter um caso. Isso inclui coisas grandes e pequenas. O amor é uma ação, o amor é trabalho, e o amor verdadeiro é uma decisão.

“Meu Deus, essas pessoas não sabem amar, é por isso que elas amam tão facilmente.” – David Herbert Lawrence

Não é preciso trabalho para estar em um relacionamento disfuncional; as pessoas fazem isso o tempo todo. Levando alguém como refém ou permitindo-se ser tomado como refém.

Se você não está lá ainda, você pode começar a trabalhar sobre o que você vai e não vai fazer para cuidar de si mesmo e sua idéia do que um relacionamento saudável é. E há algumas coisas que você pode fazer que podem praticamente garantir uma relação mais saudável:

1. Para encontrar a pessoa certa, seja a pessoa certa.

Antes de voltar para um relacionamento, construa sua vida. Termine os seus assuntos inacabados. Torne-se objetivo sobre o que deu errado em seu último relacionamento, e nas relações anteriores. Faça um inventário de relacionamento e um inventário de vida. Você deve descobrir os padrões e hábitos que torpedearam seus relacionamentos anteriores antes de você entrar em um novo. Se você está em um relacionamento tentando preservá-lo, vocês – ambos – devem descobrir e curar o que foi machucando vocês e o relacionamento. Se um dos parceiros muda, o outro é forçado a mudar ou sair. Você não pode manter o status quo quando um de vocês escolhe mudar.

2. Para ser a pessoa certa e encontrar o amor verdadeiro, você deve estabelecer os seus limites.

Saiba o que você é capaz de tolerar antes de ter que tolerar isso. Abuso? A embriaguez? Esquecer de telefonar? Não ser financeiramente estável? Não manter-se em um emprego? Não ser honesto(a)? Você tem que saber isso antes que você seja testado. Você tem que ser capaz de dizer: “Se x acontece, eu vou embora daqui, sem argumento.”

3. O verdadeiro amor se comunica de uma forma saudável.

Xingamento está fora. Culpas e picuinhas estão fora. As acusações estão fora. Aprenda a começar frases com “eu sinto” ou “eu acho” ou “em minha opinião”, e estar com os outros que se comunicam de forma semelhante. Não deixe que ninguém projete para você o que você está pensando ou sentindo. Os relacionamentos saudáveis são sobre a comunicação franca e honesta.

4. O verdadeiro amor requer objetivos e aspirações, tanto individualmente e como um casal.

Você tem que ter planos e sonhos, e chegar a um acordo sobre o futuro. Vocês devem ajudar um ao outro a cumprir suas esperanças e sonhos como indivíduos e como um casal. Descobrir o que você sempre quis fazer e fazê-lo. Descubra o que seu parceiro quer na vida e da vida. Descubra, no início, se vocês podem e vão apoiar-se mutuamente na realização de tudo o que vocês sempre quiseram. É importante que você descubra isso desde o início.

5. Como um prelúdio para encontrar o amor verdadeiro, aprenda a separar em todos os seus relacionamentos – com família, amigos, conhecidos e colegas de trabalho.

Aprenda a fazer escolhas e não apenas deixar amizades e relacionamentos profissionais “acontecer”. Não gaste tempo com a família apenas porque somos uma família. Escolha ter em sua vida apenas aqueles que são amorosos, respeitosos, honestos, abertos e que se preocupam com você. Escolha pessoas que sabem que a confiança é conquistada e que, uma vez quebrada, é quase impossível de voltar. Não escolha pessoas que vão mantê-lo na dúvida sobre como elas se sentem, ou sobre o que elas sentem por você. Escolha pessoas que não são ambivalentes sobre você ou sobre o relacionamento delas com você.

6. Pare de ser uma vítima.

Pare de pensar que você não tem controle sobre o que acontece com você. A maioria das pessoas presas em padrões pouco saudáveis estão presas em um poço de lama de negação, justificação e racionalização.

Se você está contando histórias nas quais se aproveitaram de você ou alguém lhe fez mal, e essas histórias estão sendo contadas para gerar simpatia, pare e perceba que atravessar a vida como uma vítima não é atraente para pessoas saudáveis. Assuma o controle de si mesmo e do que acontece com você dia a dia.

7. Saiba que o verdadeiro amor não faz mal.

Sim, há mal-entendidos e surpresas e decepções em todo relacionamento, mas em relacionamentos saudáveis não são um acontecimento regular. O verdadeiro amor e os relacionamentos amorosos realmente são consistentes. Eles nem sempre são fáceis, mas eles tendem a funcionar sem problemas porque todos trabalham para ele. O amor é o que ajuda a lidar com as voltas que a vida dá, não o que torna as coisas mais difíceis. Amor, amor verdadeiro, é o apoio em um mundo difícil, não é algo que torna a sua vida ainda mais difícil.

8. O amor verdadeiro não nos pede para sacrificar aquilo que nós amamos.

Não nossos interesses, não os nossos hobbies, não os nossos amigos e familiares. Se alguém está lhe pedindo para fazer isso, não é saudável e nem bom para você. Se você está disposto a fazer isso, mesmo sem ser solicitado, é ainda pior. É normal ser absorvido em um novo relacionamento, mas depois de um tempo, você tem que voltar para as coisas e as pessoas que você ama. Mantenha a sua vida equilibrada; se você desistir do que você ama e das pessoas que você ama, você vai olhar em volta um dia e perceber que não pode deixar seu relacionamento, porque você não tem mais nada.

9. A coisa mais importante a saber sobre o amor verdadeiro é que o amor é uma ação de você e com você.

Represente esse papel e insista nisso. A cada dia, se em um relacionamento ou não, você deve afirmar que o amor é o que você faz, não o que você diz, e você deve insistir nisso com todos em sua vida. Se é uma relação “não-amorosa” (ou seja profissional), o respeito é a ação e você deve ser tratado com respeito em todos os seus relacionamentos.

Se as pessoas entendessem no que o amor verdadeiro implicava seriam menos inclinadas a entrar e sair de relacionamentos que elas sabem que vão experimentar qualquer coisa, menos o amor. Use seu tempo fora de um relacionamento com sabedoria para construir o que você precisa para estar em um relacionamento saudável. E, em seguida, saia e construa um.


Referências:

Traduzido e adaptado de 10 Things You Need to Know About Real Love – Psychology Today


Se esse artigo lhe foi útil, curta e compartilhe!

Queremos fazer o melhor para você. Deixe aqui a sua avaliação do nosso conteúdo!

Sobre o autor

Author Image

Marta Leite

Life and Business Coach - Harmonia Pessoal

%d bloggers like this: